Sozinho?

Em meu ponto de vista, é meridianamente claro que o PT não ganharia esta eleição sozinho.

Basta analisar os resultados das urnas em todos os Estados. O fato de o PT ter assumido a dianteira na Câmara dos Deputados e aumentado substancialmente a presença no Senado é positivo. É um dos grandes partidos do país, tem a Presidência pelo terceiro mandato e é o maior na Câmara. Mas a oposição, igualmente, é forte. O PMDB. A esquerda, que cresceu 33% no Congresso, entre ela o PCdoB, além de o PSB ter eleito seis governadores.

Sem Lula e PT não haveria vitória. O PT é indispensável, mas não venceria sozinho, não venceu sozinho. Chocam declarações em contrário, provindas do campo petista, e certas práticas da campanha – bem como  destes dias iniciais pós-vitória – deixando entrever algum recrudescimento de concepções inapropriadas.

Muita atenção é necessária para isso levando em conta o futuro governo e o projeto para o país.