Saúde é tema que sempre tem chamado no Blog

Hoje é Dia do Médico e da Médica. O CRM que integro em SP postou um chamado importante, referindo ser uma ocasião importante para lembrarmos a sociedade sobre o compromisso que cada médico e médica paulista tem com a vida e bem-estar de seus pacientes.

Diz a nota: “Todos os seus esforços precisam ser percebidos e valorizados. É fundamental que a população compreenda as dificuldades enfrentadas pelos médicos, que passam por longas e estressantes jornadas de trabalho e por graves deficiências estruturais, chegando até as frequentes ameaças à sua integridade física.

O reconhecimento desses esforços e obstáculos é o primeiro passo para que os médicos recebam o pleno apoio da sociedade em seus pleitos e batalhas. Buscar esse apoio é uma das frentes de atuação do Cremesp, que trabalha intensamente para valorizar a atividade médica em suas mais diversas frentes.

Além de agir contra a crescente violência dirigida aos médicos, o Cremesp segue lutando por melhores condições de trabalho e remuneração. E se levanta com particular veemência em defesa do Ato Médico, de forma a garantir os parâmetros e delimitar os espaços necessários para exercício da boa medicina. As convicções são as nossas bandeiras.”
Subscrevo a nota do CREMESP mas a acho inteiramente insuficiente. A questão da saúde pública é uma das maiores chagas brasileiras, não obstante a vitória estratégica que foi a criação do SUS. O financiamento e gestão do sistema são precários. De modo que, a enorme categoria dos médicos precisa pensar o Brasil, atender aos anseios do povo brasileiro, participar ativamente da vida política do país da qual depende a criação de condições de atender os requisitos do SUS. E isso exige compromisso. Corporativismo, apenas, seria uma omissão.