O momento político, caminhos a percorrer

O presidente Temer foi posto em xeque e, em poucos movimentos mais, sabe que virá o xeque mate. Temer ainda se segura, tem ciência de sua fragilidade, procura ainda chantagear com as reformas (e a “caneta” para garantir apoios) para que o consórcio do impeachment o mantenha no cargo, mas teme por sua liberdade, que vai tentar negociar.

A Globo, com a Lava Jato minando o terreno da política, precipita essa solução. Age de modo exclusivista visando impor seu caminho – que é principalmente o de assegurar as reformas, mas também promover alternativas a 2018, que parecem ser decididamente o de nomes no campo da anti-política.
Continue lendo

Convocar Constituinte agora é favorecer a ofensiva conservadora (por Walter Sorrentino)

Foto: Mídia Ninja

As forças da esquerda política e social, do campo democrático e progressista tem a grande responsabilidade de se unirem em frente ampla para a resistência à agenda neoliberal do governo Temer-tucano e, nesse caminho, reorganizarem-se e reformularem plataformas para disputar novos rumos para o país – dar novas esperanças ao povo brasileiro.

Continue lendo

A língua portuguesa e sua riqueza (por Walter Sorrentino)

Tive uma boa surpresa com o artigo de Sérgio Rodrigues anteontem, na Folha. Ele traz à baila um autor – Adalberto Alves, juiz, poeta e arabista – que escarafunchou a genealogia linguística do português, em sua obra “Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa”. O estudioso afirma que uma “fraude histórica minimizou herança árabe no português”: o número real de palavras portuguesas de origem árabe seria 18.073, e não entre 700 e mil.

Continue lendo

Os direitos dos trabalhadores é que salvarão o Brasil (por Walter Sorrentino)

No 1º de Maio de 1943, há 73, nós trabalhadores obtivemos a Consolidação das Leis do Trabalho, a familiar CLT, que na época se podia comparar ao fim do tráfico negreiro de escravos. Com essa conquista, fortalecemos ainda mais o sindicalismo como instrumento de luta.

Hoje, um governo usurpador, sem a legitimidade dos nossos votos, quer aprovar o Projeto de Lei 6787, de 2016, do Poder Executivo, que “altera do decreto-lei 5452 de 5 de maio de 1943, e a lei 6019 de 3 de janeiro de 1974, sobre eleições de representantes em locais de trabalho, sobre o trabalho temporário e outras providências.

Continue lendo