Nova direita conservadora não é burra, por Rosana Pinheiro-Machado

Em um artigo importante para entender a atual investida da extrema-direita neoconvervadora, a cientista social, antropóloga e professora do departamento de Desenvolvimento Internacional da Universidade de Oxford, Rosana Pinheiro-Machado (foto), defende que a inteligência e a artimanha da direita está sendo construída para redefinir a verdade histórica do processo civilizatório desde o iluminismo. Assim também acontece com agentes do Estado Brasileiro.

Para ela, é um erro achar que os neoconservadores que pedem “escola sem partido”, atacam obras de arte e outras agressões que beira à estupidez, sejam burros. “Os novos movimentos conservadores, com formação liberal, sabem muito bem que não havia nada de pedofilia nas exposições”, diz. Eles agem para destruir a democracia, para transformar a construção histórica e civilizatória. O artigo é longo, mas vale cada parágrafo. Continue lendo

Um golpe sem futuro, por Fernando Rosa

Em abril de 2016, artigo de Felipe Camarão – “O fim do mundo unipolar” , alertava que “avizinha-se o fim dos escombros dos acordos de Bretton Woods que regulavam as relações econômicas e financeiras entre as principais potencias”. O artigo apontava algumas das principais causas, como a quebra da paridade entre o dólar e o ouro que converteu o dólar em moeda mundial, e a fúria neoliberal de Reagan e Thatcher, que liberaram a brutal especulação do capital financeiro. E, como consequência, uma imensa desindustrialização dos países centrais agravada, em 2008, com a quebradeira de instituições financeiras, particularmente nos EUA e Europa. Continue lendo

A violência econômica: O poder dos juros e das corporações financeiras

É estranho constatar que em todo o ciclo escolar, inclusive nas universidades, a não ser na área especializada em economia financeira, ninguém nunca teve uma aula sobre como funciona o dinheiro, principal força estruturante da nossa sociedade. A população se endivida muito para comprar pouco no volume final. A prestação ‘cabe no bolso’ (mas pesa no bolso durante muito tempo). O efeito demanda é travado. Quando 61 milhões de adultos no Brasil estão com o nome sujo no sistema de crédito, é o sistema que está deformado. Continue lendo

Pedro Serrano: A democracia ameaçada, por Luís Nassif

Nos últimos anos, o jurista Pedro Serrano se converteu em um dos mais competentes analistas sociais do país.

Através do estudo aprofundado das mudanças nas leis e nas constituições, Serrano entra no terreno

da formação das ideias e princípios, das mutações na opinião pública, refletindo-se em um neoconstitucionalismo

que visa erradicar os princípios humanistas que regeram as Constituições no pós-guerra.

Na segunda-feira passada, Serrano proferiu brilhante palestra na Escola de Governo.

Abaixo, uma síntese do que foi dito. Continue lendo

Um Congresso que interesse ao futuro da China e do mundo

O 19º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (PC), a ser realizado a partir desta quarta-feira (18), traçará as diretrizes para o futuro desenvolvimento da China. É um acontecimento que não só envolve o rumo que a China vai tomar nos próximos anos, como também terá reflexos positivos no mundo. Aos amigos brasileiros interessados, gostaria de apresentar este congresso em linhas gerais. Continue lendo