O caso do feijão transgênico 100% nacional, por Maria Thereza Macedo Pedroso

O Brasil e os Estados Unidos posicionam-se, atualmente, como duas das mais importantes potências mundiais no tocante aos seus respectivos setores econômicos voltados à agropecuária. São também dois países que igualmente ostentam fortes instituições dedicadas à pesquisa agrícola. Em um subcampo específico, aqui intitulado “produtos biotecnológicos poupadores de agroquímicos”, são também países que vêm experimentando desenvolvimento científico expressivo. Ambos desenvolveram produtos que são resistentes a vírus transmitidos por insetos-praga e que são combatidos por muitas doses de inseticidas. Continue lendo

Luta Digital em Defesa dos Direitos Humanos e da Memória.

paulo

por Paulo Fonteles Filho e Marcelo Zelic.

Depois de um mês de trabalho duro – daqueles que consome as noites e neurônios – concluímos o Portal do Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos (IPF-DH) e o colocamos no ar, no ambiente da blogosfera.

No centro de nossas preocupações a luta digital em defesa dos direitos humanos e da memória, bem como o desafio de buscar os nexos do passado recente com nosso presente, nada tranquilo e bastante violento. Nunca – em tempos de golpe na democracia – foi tão importante desvelar como as elites sempre atuaram no curso da história brasileira, para sufocar a democracia e afogar, em sangue, os mais caros anseios de liberdade e prosperidade social e espiritual da imensa maioria de nosso povo.

De novo não!

Continue lendo

Campo Dr. Sócrates Brasileiro

project_thumb_video_cover_Logo_Oficial_CampoDrSocrates-01Está no ar a campanha Campo Dr. Sócrates, uma campanha de arrecadação para a construção de um campo de futebol na Escola Nacional Florestan Fernandes, promovida com apoio do MST.

O campo será um espaço de saúde e lazer que atenderá os mais de 200 educandos e educandas que, muitas vezes, ficam na escola para estudar por semanas ou meses.
Além disso, o projeto atenderá as crianças das comunidades de Guararema, local em que a ENFF está instalada. O espaço também servirá de ponto de encontro e apoio de times populares.

Esse é um sonho coletivo e compartilhado que está apenas começando. Venha fazer parte dessa história!

Compareço a essa história por solidariedade à bela campanha, convidando as leitoras e leitores a contribuir. Também por uma segunda razão: partilhei com Sócrates 6 anos o curso de Medicina, na mesma classe, com amizade e respeito, também disputando com ele eleições ao Centro Acadêmico Rocha Lima, que presidi. Depois, a mesma amizade e respeito se fortaleceu, até sua morte.

Sócrates Brasileiro merece essa homenagem.

A direita não quer incorporar o povo ao ensino da História do Brasil – Por José Carlos Ruy

direita+historia+povo

O debate em torno da Base Nacional Curricular Comum tem sido intenso desde sua divulgação para consulta pelo Ministério da Educação, em setembro de 2015. É um debate natural, necessário, pedagógico e democrático, que já colheu a opinião de mais de 9.8 milhões de pessoas até o último dia 6 de janeiro. O portal da Base Nacional Comum Curricular revela também que até esta data 200 mil profissionais de mais de 34 mil escolas (entre eles 166 mil professores) se cadastraram para o debate.

O debate envolve, como não podia deixar de ser, questões ideológicas e revela sobretudo a sofreguidão com que comentaristas conservadores, da direita investem, na mídia conservadora, contra a iniciativa.

Este aspecto é mais visível quando se trata do ensino das ciências do homem, e da principal entre elas, a história. Basta registrar que o texto daquele documento referente ao estudo da história, foi o último a ser divulgado, depois de gerar forte controvérsia.

Continue lendo