50 anos sem Che: um olhar sobre a América Latina – Por Mateus Fiorentini

Mais uma vez sinto sob os calcanhares
as costelas de Rocinante” (GUEVARA, 1965)

 

A epígrafe acima provém da carta enviada por Che Guevara a seus pais no ano de 1965, quando despedia-se de Cuba para lançar-se em mais uma jornada revolucionária do continente latino-americano. Como o mesmo Ernesto previra, aquela fora a última carta de despedida que o revolucionário argentino escreveria aos pais. No dia 08 de outubro de 1967 o exército boliviano, com suporte do governo norte-americano e da CIA, o capturam nas selvas deste país, executando-o no dia seguinte. Além de seu exemplo combatente e sua firmeza de princípios, Guevara deixou um conjunto de contribuições para o debate político, ideológico e teórico que vão além da perspectiva do foco guerrilheiro. Aludindo aos 50 anos da morte de Che, apresentar, ainda que de maneira simples e panorâmica, alguns aspectos desses aportes de Ernesto é o objetivo do presente texto.

Continue lendo

Discurso de Raúl en la CTC: Para distribuir riqueza, primero hay que crearla (por Raúl Castro Ruz)

Discurso pronunciado por el General de Ejército Raúl Castro Ruz, Primer Secretario del Comité Central del Partido Comunista de Cuba y Presidente de los Consejos de Estado y de Ministros, en las conclusiones del XX Congreso de la Central de Trabajadores de Cuba, 22 de febrero de 2014, “Año 56 de la Revolución”. (Versiones Taquigráficas – Consejo de Estado)

Continue lendo