120 anos de Pixinguinha, palavra que resume a música popular brasileira (por Juliana Domingos de Lima)

Retirado do Portal Nexo

Também neste ano, comemora-se o centenário de ‘Carinhoso’, clássico da MPB de sua autoria. Como músico, compositor e arranjador, ele teve participação definidora no que se entende hoje pela música brasileira
Continue lendo

A UBE conclama ao país ao cumprimento das leis e à conduta ética (por Durval de Noronha Goyos Junior)

A participação efetiva do Brasil na Segunda Guerra Mundial, ao lado dos Aliados e em defesa dos valores caros à Humanidade, representou um divisor de águas no tocante à democratização do País e um avanço marcado pela paulatina redução da exclusão social, da dominação desmedida e feroz das classes dominantes sobre a cidadania. Ao mesmo tempo em que nossas instituições de direito interno evoluíam, o Brasil cooperava para a construção de uma ordem jurídica internacional, que almejava um equilíbrio baseado no regime de regras. Esta gradativa evolução tornou menos abrupta a desigualdade social e representou a transposição da maior barreira em nosso processo da busca do bem comum.

Continue lendo

Morre o percussionista pernambucano Naná Vasconcelos

O percussionista pernambucano Naná Vasconcelos não resistiu a complicações de um câncer de pulmão e faleceu, nesta quarta-feira (9), às 7h39, aos 71 anos. O músico tratava a doença desde 2015, quando chegou a se submeter a sessões de quimioterapia.Naná estava internado desde a semana passada, quando teria passado mal após show em Salvador. O quadro do músico piorou no último sábado.

naná-vasconcelos

Naná Vasconcelos comandou por anos a abertura dos carnavais do Recife com cortejo de maracatus. Foto: Rafael Martins

Em dezembro de 2015, ele recebeu o título de doutor honoris causa pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Autodidata, nunca frequentou escola de música, nem se graduou, mas logo se firmou como um dos mais respeitados instrumentistas do país, tendo colaborado com nomes como Egberto Gismonti, Pat Metheny, além de ter produzido o primeiro álbum do Cordel do Fogo Encantado. Detentor de oito Grammys, o percussionista costumava quebrar protocolos e substituía, sempre que permitido nas cerimônias, os discursos por apresentações musicais. Continue lendo

Muito prazer, eu sou o samba!

“A doçura mais terna e a crueldade mais atroz aqui se conjugaram para fazer de nós a gente sentida e sofrida que somos e a gente insensível e brutal que também somos”. Darcy Ribeiro – O Povo Brasileiro.

“A doçura mais terna e a crueldade mais atroz
aqui se conjugaram para fazer de nós
a gente sentida e sofrida que somos
e a gente insensível e brutal que também somos”.
Darcy Ribeiro – O Povo Brasileiro.

Por Mateus Fiorentini*

A cultura brasileira esta impregnada pela herança africana. Por todos os lados, em todos os cantos, no dia a dia dos brasileiros é possível perceber nossa africanidade quase sempre negada, escondida ou distorcida onde nem mesmo as elites escapam da influência da negritude. Assim, a cultura africana foi e é um dos elementos mais fortes na constituição da cultura brasileira e da cultura popular. Nesse contexto se insere aquele que talvez seja o símbolo mais forte da nossa cultura: o samba.  Continue lendo

Susana Travassos homenageia Ana Terra em parceria inédita

Susana Travassos

Jornal GGN – A cantora portuguesa Susana Travassos homenageia a compositora Ana Terra, em show no Sesc Pompeia, em São Paulo, no próximo dia 22 de janeiro. O projeto nasceu da vontade de Susana, com importante trajetória no Brasil, de homenagear o grande nome da composição na Música Popular Brasileira.

Continue lendo