Saída para crise está na conscientização e mobilização política do povo, afirma Sorrentino

O governo Temer acabou e a saída para a crise está na forte conscientização e mobilização política do povo. A afirmativa é de Walter Sorrentino, que lançou ontem em Natal o livro “Anos que vivemos em perigo – A Crise Brasileira”, na estreia do Projeto “Diálogos”. Uma realização do ADURN-Sindicato e da Cooperativa Cultural da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Continue lendo

O poder está nas ruas. E a legitimidade também: Diretas, já! (por Saul Leblon)

Reordenar a sociedade a partir de agora é uma tarefa que só a rua poderá exercer integralmente, devolvendo-lhe a prerrogativa das urnas

O Brasil adormeceu nesta quarta-feira, 17 de maio de 2017, sem saber as respostas para muitas das perguntas essenciais cobradas pelo passo seguinte de sua história.

Continue lendo

Augusto Madeira: Diretas já!!

vinagre01-brasilia

A maioria da população rejeita o governo interino, maculado nos primeiros dias com a queda de ministros, misoginia, ataque a cultura e aos movimentos sociais, anúncios de privatização da Petrobras e destruição dos direitos da Constituição de 1988.

A propalada estabilidade política e restauração da confiança dos investidores que ocorreriam com o governo Temer, argumento para o vale-tudo do impedimento, se esvoaçaram em pouco tempo.

É revelado o intento de afastar a presidente eleita para barrar a operação Lava Jato, e o próprio presidente interino se vê cada vez mais próximo de ser arrastado pelo turbilhão das investigações, delações e prisões. Continue lendo

Que o povo decida: diretas já

orlandosilva

Por Orlando Silva

“Todo o poder emana do povo”. Esta é a inscrição que dá legitimidade à Constituição Federal de 1988, assentando-a na soberania popular. Isso não difere do que acontece com as cartas magnas de outros países, como a dos próprios EUA, escrita em primeira pessoa pelo sujeito histórico “Nós, o povo”. Continue lendo