Donald Trump, o “exit” dos EUA

16_11_09_sorrentino_trumpexit

 

Recentemente, a propósito da situação brasileira, me vali de citação de J. M. Thompson na obra Napoleón Bonaparte, abrindo o capítulo da campanha na Espanha do genial estrategista, por onde começaria a derrocada consumada em Waterloo:

Suponha um amontoado de fatos, alguns promovendo a sobrevivência, outros a destruição; suponha ainda que eles se sobrepõem no tempo, de modo que o espectador no litoral da história não consegue saber ao certo se a maré ainda está virando: mesmo assim, se ele for suficientemente observador, notará uma onda que se eleva sobre todas as outras, e uma que assinala o primeiro malogro em alcançar aquele nível. Continue lendo