Previdência: Excluir para crescer ou crescer com inclusão? (por Bráulio Santiago Cerqueira)

A lógica do raciocínio da reforma proposta pelo governo remete à ‘teoria do bolo’ encampada pelo regime militar nos anos 1970, segundo a qual primeiro é preciso crescer para depois distribuir; na versão atual, primeiro exclui-se, depois vem o crescimento

Continue lendo

O Brasil de costas para sua indústria (por Germano Rigotto)

Fonte: Jornal GGN

 Germano Rigotto*

 A indústria sempre teve um papel decisivo nos ciclos econômicos mundiais, seja nos movimentos de crescimento ou de recessão. Esse dado é perceptível na história de países de todas as dimensões e continentes. Quando o vetor de uma nação é de decréscimo, normalmente sua indústria tem sérios problemas. O inverso também é verdadeiro. Quando o país está bem, o setor secundário está puxando a frente.

Continue lendo

Quem realmente exerce o poder em uma economia capitalista? (por Carlos Drummond)

Publicado no portal da CartaCapital

Em livro, Luiz Gonzaga Belluzzo e Gabriel Galípolo expõem o dissimulado domínio exercido por poucos sobre a humanidade.

Economistas com sólida experiência acadêmica, Gabriel Galípolo e Luiz Gonzaga Belluzzo lançam o livro ‘Manda quem pode, obedece quem tem prejuízo’ nesta segunda-feira 10, em São Paulo

Continue lendo

A Indústria em Fevereiro de 2017: não há reação (por IEDI)

Do portal IEDI – Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial  

Previdência: Meirelles blefa e mente chantageando o Brasil com um ataque de juros (por Roberto Requião)

Retirado de Brasil247

Os métodos de mistificação do governo Temer atingiram alturas infinitas no que se relaciona com a infame reforma previdenciária. Não é possível mais contestar com racionalidade os desvarios do ministro Henrique Meirelles em seus esforços de empurrar goela abaixo do Congresso Nacional e da sociedade brasileira uma iniciativa repelida, com absoluta razão, por todo o povo brasileiro. Por ele já não fala mais a razão, mas a mentira descarada. Já não há cuidado em confundir dados, mas em simplesmente distorcê-los e inventá-los.

Continue lendo