O poder está nas ruas. E a legitimidade também: Diretas, já! (por Saul Leblon)

Reordenar a sociedade a partir de agora é uma tarefa que só a rua poderá exercer integralmente, devolvendo-lhe a prerrogativa das urnas

O Brasil adormeceu nesta quarta-feira, 17 de maio de 2017, sem saber as respostas para muitas das perguntas essenciais cobradas pelo passo seguinte de sua história.

Continue lendo

Atos de 1º de Maio ecoam ‘Fora Temer’ e repúdio a reformas (da RBA)

Em São Paulo, organizadores estimam em 200 mil o número de pessoas que participaram de ato da CUT, CTB e Intersindical. Manifestação da Força também criticou presidente. Centrais vão a Brasília nesta terça

São Paulo – Os atos de 1º de Maio tornaram-se manifestações de repúdio ao governo Temer, com mais intensidade no protesto convocado pela CUT, CTB e Intersindical em São Paulo, com presença das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo. Mesmo com dificuldades com o poder público municipal, os organizadores estimaram em 200 mil o número de participantes, entre a Avenida Paulista, onde o ato começou, e a Rua da Consolação, por onde seguiu uma passeata no final da tarde até chegar à Praça da República, na região central, palco de apresentações musicais, que iriam até a noite.

Continue lendo

Carnaval renova energia de movimentos sociais e faz frente ao conservadorismo (por Gabriel Valery)

“Ano passado eu morri. Raiva, indignação, impotência. Morri golpeado. Pobre diabo sul-americano, cambaio, esfarrapado.” O chamado do bloco Ano Passado eu Morri, Mas Esse Ano Eu Não Morro faz referência à música Sujeito de Sorte (1976), do cantor e compositor cearense Belchior. O cortejo carnavalesco, com forte posição política, tomou as ruas da Vila Anglo, bairro da zona Oeste de São Paulo, na tarde de terça-feira (28).

Continue lendo

Carnaval sem cordas, com “respeita as mina” e “fora Temer” (por Haroldo Lima)

Continue lendo