Mudanças no Fies são parte de conjunto de retrocessos, diz UNE

Entidade e oposição na Câmara dizem que Medida Provisória tem como objetivo diminuir vagas e dificultar acesso dos mais pobres ao programa

“Com a desculpa de que as alterações nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) eram para diminuir a inadimplência, o governo golpista reduz de forma significativa o número de bolsas ofertadas”, afirma o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), sobre as alterações no programa promovidas pelo governo de Michel Temer (PMDB). Continue lendo