Incêndios em Portugal, por Alexandre Weffort

O drama dos incêndios em Portugal apresentam muitas facetas que mergulham, em décadas, em causas que nos remetem a momentos vários da história recente do país. Das consequências imediatas, verificou-se a substituição da ministra titular da administração interna e a sujeição do governo do PS a uma moção de desconfiança no parlamento português. Revelam, ainda, uma faceta ideológica que importa assinalar como exemplo para o Brasil.

 Os problemas de planificação da floresta, do tipo de arborização, dos caminhos e dos espaços defensivos (afastando a floresta dos espaços industriais e urbanos), enfim, de uma planificação lógica do território, cruzam-se com os fatores humanos, como o afastamento (forçado ou lentamente induzido) das populações para as grandes cidades por via de emigração, afastamento que retirou do ecossistema a participação das comunidades na preservação das condições de existência da mata. Continue lendo

“Será preciso defender a democracia brasileira com luta nas ruas”, diz Boaventura de Sousa Santos (por Marco Weissheimer)

Boaventura de Sousa Santos: “As instituições têm que ser pressionadas a partir da rua. Queremos que isso se dê dentro dos marcos democráticos, que já estão muito abalados pelo golpe”. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

O que está acontecendo no Brasil hoje, a partir do golpe parlamentar contra a presidenta Dilma Rousseff é o caso paradigmático de uma intervenção externa, motivada principalmente pelo fato de que o país era uma das forças importantes dos Brics, em aliança com China e Rússia, que tentavam construir uma articulação alternativa ao capitalismo global sob dominação dos Estados Unidos. A avaliação é do sociólogo português Boaventura de Sousa Santos que esteve em Porto Alegre, semana passada, participando de um debate sobre a crise da democracia, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Continue lendo

Para compreender a União Europeia: “Integração capitalista”, afirma Pedro Guerreiro, da direção do PCP (por Avante!)

O jornal Avante!, Órgão Central do Partido Comunista Português, publica na edição desta quinta-feira (2), artigo assinado pelo membro do Secretariado, responsável pela Seção Internacional, Pedro Guerreiro, em que sintetiza o caráter da União Europeia.

Continue lendo

Raduan Nassar, prêmio Camões 2016: Não há como ficar calado!

Às dez e meia da manhã desta sexta-feira 17, o escritor Raduan Nassar subiu ao palco montado no Museu Lasar Segall, em São Paulo, para receber o Prêmio Camões de 2016, honraria concedida pelos governos do Brasil e Portugal e um dos principais reconhecimentos da literatura em língua portuguesa. Nassar ofereceu à plateia o seguinte discurso:

Continue lendo

Brasil e Portugal, os caminhos da separação e os motivos da reaproximação

LEITURA RECOMENDADA

Este texto faz parte do Projeto Nossas Desculpa entre Brasil e Portugal, que visa a reforçar as relações recíprocas. O Brasil pede desculpas pela expulsão da família Real, Portugal pela condenação de Tiradentes. O assunto já foi reportado neste Blog. Boa leitura.

independence_of_brazil_1888_0

José Mauricio de Carvalho

Professor Titular aposentado da UFSJ

Professor do Instituto Presidente Tancredo de Almeida Neves – IPTAN

josemauriciodecarvalho@gmail.com Continue lendo